Sim, Rio-2016 pode ser uma boa!

A cidade do Rio de Janeiro conquistou nesta sexta-feira, 2 de outubro, o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Uma conquista histórica, sem dúvida nenhuma, não só por ser a primeira cidade da América do Sul a obter a honraria, mas também porque raramente uma cidade de um país subdesenvolvido convence o COI de sua capacidade para receber a Olimpíada – apenas a Cidade do México, em 1968, e Seul (Coréia do Sul), vinte anos depois, conseguiram.

E desde já começam os intermináveis debates sobre as organizações dos jogos. Será uma boa? Vai dar certo? Olha, eu acho que sim.

Faz muito tempo que penso em escrever um texto defendendo também a realização da Copa do Mundo no Brasil. Os motivos são vários e vão além dos lúdicos e mais óbvios (“que legal, vamos ter Copa aqui pertinho” etc.). E são perfeitamente aplicáveis à Olimpíada. Vamos a elas, homem-tópico:

1) Tanto Copa do Mundo quanto Olimpíada atraem um caminhão de investimentos. Isso significa dinheiro circulando no país. O que é sempre bom.

2) Um número considerável de obras devem ser construídas para os dois eventos. Isso significa geração de empregos.

3) Apesar do gigantesco potencial turístico, o Brasil atrai menos visitantes que cidades como Paris e Hong Kong. A realização desses torneios são uma grande chance para atrair novos turistas de todo o mundo. E, se o trabalho for bem feito, a Copa e a Olimpíada serão nossas melhores peças de propaganda. E turismo é sinônimo de mais dinheiro entrando no País e maior geração de empregos.

Mas acho que o impacto mais positivo será o aperfeiçoamento da infra-estrutura das grandes cidades brasileiras, e agora especialmente a do Rio de Janeiro. O Brasil receberá, em menos de 10 anos, melhorias que levariam ao menos meio século para chegarem. São Paulo é um exemplo acabado disso: nos próximos três anos o pequeno sistema metroviário da cidade saltará de 60 km para quase 100 km. Isso sem contar as melhorias nos trens de subúrbio. Sem Copa do Mundo, certamente estaríamos engatinhando nesse sentido.

Evidentemente, não faltam razões para quem se coloca contra esses eventos. O mais comum é dizer que haverá muita roubalheira. Mas se houver um grande volume de investimentos privados, a tendência é que a corrupção seja menor. Ademais, a fiscalização deve ser bem maior nesses eventos, o que pode criar um precedente importante para a melhoria das nossas instituições.

De resto, não podemos deixar de ousar por causa do medo. Sem dúvida a Copa do Mundo e a Olimpíada exigirão muito. Teremos um trabalho hercúleo para fazer um bom papel. Mas é assim que se cresce. Nós crescemos como pessoas quanto temos grandes desafios: um vestibular difícil, um emprego que exige capacidade, e por aí vai. Com os países é igual: muitos só atingiram um patamar superior depois de enfrentar grandes desafios. Sempre achei que a Copa do Mundo seria o “vai ou racha” do Brasil, a chance de sairmos definitivamente desse buraco em que nos encontramos desde 1500. Agora teremos uma outra grande chance. Resta aproveitarmos.

E, sim, falo na segunda pessoa do plural, porque somos eu e você quem elegeremos os governantes de 2014 e 2016. E todos nós temos um papel importante como fiscalizadores deste processo. Depois não adianta reclamar e dizer que político “é tudo ladrão”.

Anúncios

Tags: , , , ,

4 Respostas to “Sim, Rio-2016 pode ser uma boa!”

  1. clubedoviralata Says:

    Gostei do texto e estou feliz e amedrontada ao mesmo tempo. Torço muito para depois de tudo isso ter, enfim, orgulho de estar neste País.
    Beijo.

  2. Amato Says:

    É isso aí, Mendes. Também estou empolgado com as Olimpiadas no Brasil. Para contribuir com o seu texto, vou citar mais um fator favorável à vinda dos jogos para o Brasil: é mais uma coisa que conseguimos primeiro que os argentinos!! hahaha

    abs

  3. josue mendonca Says:

    cara, é isso aí, concordo plenamente.
    o Brasil está caminhando para um novo momento histórico. As olimpíadas e a copa do mundo são apenas indícios do respeito e credibilidade que o Brasil está aos poucos conquistando aos olhos do mundo.
    Sempre concordei com Lula quando dizia e diz que o povo brasileiro precisa ter sua auto estima elevada. Precisamos nos desvencilhar dessa imagem de coitadinhos subdesenvolvidos, acreditar mais no nosso potencial como nação, demonstrar que temos capacidade, criatividade e e vontade de crescer.
    Tenho certeza que muitos jovens, crianças, adolescentes e adultos, nesses próximos anos de preparação para as olimpíadas sentirão cada vez mais orgulho de ser brasileiros e de erguer a bandeira nacional. Uma nação só cresce quando acredita em si mesma, quando ama sua bandeira, sua terra. É disso que o brasileiro presica: sentir amor por seu país. E tenho certeza que essas olimpíadas contribuirão muito para aumentar esse sentimento por nosso país.
    Tenho certeza que o Brasil tem muito a mostrar para o mundo. Mas cada brasileiro tem que demonstrar sempre seu respeito pelo próprio país, parar com essa mania de se menosprezar, de achar que só tem valor o que está acima da linha do equador.
    Como você disse, é uma conquista histórica. Isso significa que estamos fazendo história, uma bela história, que só está acontecendo porque brasileiros sonharam e acreditaram que isso um dia seria possível.
    Viva o Brasil e o povo brasileiro. Viva cada brasileiro que ama e ainda acredita em seu país!

    um abraço e obrigado pelas visitas!

  4. Evaldo Novelini Says:

    Fabião,

    um dos textos analíticos mais lúcidos que li sobre o Rio-2016. Parabéns,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: