Quando a maldade abunda no coração

Casal caminha na Paulista. Ao passar por uma igreja, vê um carro em frente à entrada principal. Dentro dele, uma noiva conversando ao telefone.

– Nossa, que coisa. Usando celular na hora do casamento?
– Ela deve estar ligando pro amante, antes de ir pro altar.
– É, e daqui a pouco ela vai pegar o Blackberry e colocar no Twitter: “estou em frente à igreja, vou entrar pro meu casamento em dois minutos”.

*****

Casal caminha na Avenida Jabaquara. De repente, um pequeno grupo de garotos maltrapilhos passa correndo pela calçada. Entre eles, uma criança muito nova, que parecia ter acabado de aprender a correr.

– Olha que pequenininha…
– Pois é, tão novinha e já aprendendo a fazer arrastão…

*****

Casal passeia no Rio de Janeiro no feriado prolongado. Num domingo, dia de chuva, a cidade fica deserta, com todas as lojas fechadas. No dia seguinte, o tempo abre totalmente, mas às dez da manhã (ou da tarde, como preferirem), todas as lojas, inclusive o Shopping Center, continuam fechados.

– Putaquipariu, como assim? Tudo fechado de novo?
– Pois é, deve ser por causa do sol…
– Ah, não. Quando chove não abre nada, e quando o sol abre também não? Como pode estar tudo fechado numa cidade turística, em pleno feriado, com a cidade cheia de gente?
– Vai ver foi todo mundo pra praia…
– Porra, mas então quando esse povo trabalha? Será que eles fazem como no litoral paulista? Trabalham o triplo na alta temporada? No Carnaval, por exemplo?
– Lógico que não? Ou você acha que eles vão perder os desfiles?

Anúncios

Tags: , , , ,

5 Respostas to “Quando a maldade abunda no coração”

  1. Amato Says:

    Você testemunhou os diálogos?
    Que histórias são essas????

  2. Evaldo Novelini Says:

    Amato, você questiona se o Mendes “testemunhou os diálogos”? Para mim, o casal inominado responde por Fábio e Érica. Ou estaria errado?

  3. Fábio Mendes Says:

    Elementar, meus caros. Quem mais poderia ser?

  4. Amato Says:

    Fabião
    Os seus inquilinos mudaram-se ontem lá para o ap.
    Já entreguei o cartão do estacionamento.
    abs

  5. Érica França Says:

    HAHAHAHAAHHAA. Você se esqueceu que o mesmo casal fez o seguinte diálogo, no Rio de Janeiro.
    A: Mas se o povo aqui não trabalha, como a cidade vai funcionar nas Olimpíadas?
    B: Os paulistas virão pra cá ganhar dinheiro!

    Beijos, te amo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: