Posts Tagged ‘brazuca’

“Brazuca”, um nome que ainda vai pegar

novembro 10, 2012

Após uma votação rápida e tosca, ficou definido que a bola oficial da Copa do Mundo de 2014 se chamará BRAZUCA! O nome, tão criticado pelos brasileiros, derrotou outros ainda piores, como Bossa Nova e Carnavalesca(!). Os brasileiros, quase de forma unânime, declararam que venceu o nome menos pior.

E, de fato, Brazuca é um nome estranho, ao menos para nós brasileiros. Por ser uma expressão comum entre os surfistas (assim foi há muuuuuuuuuuuuuitos anos), seu uso por quem não é do métier soa extremamente forçado. É como o nerd que tenta parecer descoladão ou o tiozão que se esmera em se apresentar como um ser antenado com a juventude de hoje. Ao fim e ao cabo, “brazuca” é uma coisa Evandro Mesquita demais para ser proferida hoje em dia de forma impune.

Eu, assim como a grande maioria, detestei o nome, justamente pelos motivos acima. Mas depois de alguns dias, refleti um pouco a respeito e cheguei à conclusão: Brazuca não é tão ruim assim.

O principal fator que me fez reavaliar o tema foi o fato de estarmos falando de um torneio internacional, e não do Campeonato Brasileiro. Vamos ver a coisa do ponto de vista de um estrangeiro, que ignora a existência do Evandro Mesquita. O termo é sonoro, admitamos. Talvez ainda mais que Jabulani, nome da bola na Copa da África do Sul, em 2010, e que caiu no gosto de todos.

E podemos analisar a escolha do nome para a bola oficial da Copa anterior. Salvo engano, significa “celebrar” ou “celebração”, em um dos 11 idiomas falados na África do Sul. Tenho certeza que as outras etnias devam ter odiado a escolha.

Vamos aplicar o mesmo raciocínio da internacionalização do torneio para um nome que muita gente cogitou para a bola: Gorduchinha. Tratava-se de uma homenagem ao grande locutor Osmar Santos, que causou sensação do final dos anos 70 ao início dos 90, quando teve a carreira abreviada por um acidente de trânsito. Ele fez história ao criar expressões como “É fogo no boné do guarda” e “Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha”.

Quando a ideia veio à baila, achei sensacional, uma bela homenagem a um gigante do rádio brasileiro. Mas enfim, é um nome que não faria sentido algum para uma Copa do Mundo, não é mesmo? Acho que encontrarão formas mais bacanas de homenageá-lo sem transformar a Copa do Mundo em uma sequência de assuntos internos.

Acho que Brazuca, afinal de contas, é um nome que vai pegar. Esqueçam o Peterson Foca e apenas torçam para que os gringos não façam trocadilhos pobres com “bazuca”.

Outros textos

Confira o passeio à Patagônia Argentina, no blog Viajante em Tempo Integral